12 de dezembro de 2011

Awake...

4 de novembro de 2011

Cavaleiros da luz...

Convoco todos os Cavaleiros da luz que sabem quem são... a juntarem-se ao grupo no facebook para agendamento de uma meditação de quebras de contratos com o passado. O dia ainda não foi estipulado... mas o local será em Leiria, juntem-se a este grupo se assim o sentirem rumo à unidade:

Clicar no link:

http://www.facebook.com/#!/groups/280887215269852/


Carla Carniça

Uma nova vibração

Meus queridos, voltei! Mantive-me afastada durante uns tempos para observação interna, neste momento consciencializei uma nova forma de estar, pelo que acredito estar preparada para voltar a partilhar convosco e a seleccionar temas que nos unem e esclarecem. Desde já estou imensamente grata por não terem abandonado o Coruja Branca... este continuará com o seu vôo através dos vossos corações se assim o sentirem. Mantenham-se unos com o vosso sentir e aproximação da fonte que tudo é... assim, estarão sempre no caminho certo. Não se esqueçam... somos seres espirituais a vivenciar uma vida terrena. Nunca desistam de ser quem são.

Eu sou o que eu sou.

Carla Carniça

24 de julho de 2011

A violência doméstica



Clicar no link para mais informação:

http://mariahelena.tv/artigos_violencia_domestica.asp

Muitas mulheres se lamentam de seus companheiros, ou neste momento estão pensando numa possível separação pelo fato de estarem sempre fazendo de tudo por eles e sentindo-se desprezadas. Talvez a palavra desprezada ainda não consiga expressar o que algumas mulheres na verdade sentem, pois muitas se sentem - desculpem a palavra - um lixo, pela maneira que são tratadas.

Muitas mulheres irão se identificar, pois é a realidade que recebo no consultório diariamente, alguns homens ficarão perplexos, pois estão longe desta descrição, e que bom, continuem assim, mas muitos também irão, apesar da dificuldade e resistência inicial, perceberem o quanto estão colaborando negativamente para que seus relacionamentos não deem certo e quem sabe, após essa análise, comecem a mudar alguns de seus comportamentos para com suas companheiras.

O que acontece quando mulheres tratam muito bem seus companheiros e estes as desprezam sendo indiferentes, não demonstrando seus sentimentos, nada ou muito pouco fazendo para que se sintam amadas e valorizadas? Situações em que a mulher trabalha, ajuda a pagar contas, cuida dos filhos, da casa, da organização doméstica, responsabiliza-se pelos pagamentos das contas diárias, enfim, mantém toda a logística que envolve a manutenção de uma casa, são situações cada vez mais comuns de encontrarmos.

Sim, a mulher pode fazer tudo isso e muito mais, como tratar seu companheiro com carinho, atenção, fazer mimos, estar sempre presente sendo companheira e cúmplice e, mesmo diante de todo esse quadro, encontramos homens literalmente distantes, agindo como se nadam recebessem, como se tudo que está sendo feito para eles, e por eles, fosse apenas obrigação enquanto mulher. Desculpem-me os homens que não agem assim, que têm sensibilidade e valorizam a mulher com quem se uniram. Mas a maioria ainda segue um padrão machista que trata a mulher como se fosse mais uma empregada da casa.

Também não me refiro aqui aos relacionamentos onde cada um mora em sua casa, pois só quando se mora junto os conflitos realmente começam a surgir, apesar de que em alguns casos os sinais se fazem evidentes também na fase do namoro.
Os motivos podem ser os mais variados. Não estou me referindo a homens que agridem suas mulheres, seja pela agressão física ou verbal, cada vez mais comum ainda nos dias de hoje, estou me referindo apenas a homens que desprezam ou nada valorizam as mulheres que fazem de tudo para agradá-los.

Amor ilusório

Quando paramos para analisar, devemos primeiramente questionar se aquilo que muitas mulheres acreditam ser amor é realmente amor, pois algumas se iludem com um sentimento que muitas vezes está muito longe de ser considerado amor, por tantos sinais de que ele não existe e elas insistem em receber o que não se tem mais. Muitos homens desprezam o que suas mulheres fazem por eles, porque no íntimo não as amam, mas continuam ao lado por outros fatores que não o amor.

Permanecem na relação pelo excessivo sentimento de responsabilidade e culpa. Infelizmente isso se faz presente nos dias de hoje. Ainda há homens que sentem muita dificuldade em terminar um relacionamento onde não existe mais amor. Ouço constantemente no consultório homens dizerem que não amam suas mulheres, mas apesar disso, permanecem casados, por puro medo, comodismo, excesso de responsabilidade para com a família... e que percebem que elas fazem muito por eles. Mas para que elas não se iludam pensando que tudo voltará a ser como antes, as ignoram. É importante perceber se as atitudes de seu companheiro correspondem com aquilo que você espera dele, ou seja, se são atitudes de quem diz te amar, se é o que diz ou demonstra.

É preciso que cada um tenha a compreensão do histórico de vida do outro, pois muitas respostas são encontradas no passado. É preciso entender que as necessidades são as mesmas, mas talvez a maneira com que cada um precise que sejam supridas seja diferente. E cada um deve estar atento tanto as reais necessidades, quanto a maneira de suprir essas mesmas necessidades. Do contrário, estaremos cada vez mais nos deparando com relacionamentos falidos, destrutivos e insatisfatórios.

Mãe

Não podemos ignorar a figura materna em todo o histórico, pois a mãe é o primeiro ser feminino com o qual o futuro homem entra em contato, podendo esta relação comprometer ou não seus futuros relacionamentos. Em muitos homens a mãe é procurada inconscientemente em cada mulher, isso pode fazer com que considerem seus cuidados como mera obrigação de mãe, em nada valorizando o que recebem. Isso não quer dizer que suas mães foram exemplos de cuidados, pois mesmo mães autoritárias, exigentes, críticas, e até mesmo submissas, podem fazer com que o filho procure aquilo que não teve quando criança em cada mulher que se relaciona.

Assim como também alguns homens por terem tido um pai ausente, ficam sem referência da figura masculina, ou ainda, o exemplo de comportamento do pai, ainda que tenha sido visto como errado, seja repetido nos futuros relacionamentos. Quantas vezes não nos vemos repetindo exatamente comportamentos que condenamos em nossos pais? Isso acontece porque o inconsciente tende a repetir aquilo que vivenciou de maneira repetitiva por muitos anos.

Se por um lado o histórico do homem pode influenciar diretamente na qualidade da relação afetiva, o histórico da mulher também reflete. Devemos analisar porque essas mulheres de alguma forma atraem homens com esse perfil. São mulheres que muitas vezes estão repetindo um padrão de relacionamento, onde estão sempre fazendo muito e recebendo pouco. Essas mulheres também devem parar e analisar os possíveis motivos dessa repetição de padrão.

Muitas mulheres tratam bem seus companheiros não só porque os amam, mas pela necessidade gerada desde a infância de serem aceitas e amadas, não medindo esforços para agradá-los. Acontece muitas vezes que a necessidade de ser amada se torna na necessidade de servir ao outro, não importando nem considerando os próprios limites. Toda mulher que faz ou ama demais deve rever sua maneira de amar e se dedicar, pois muitas vezes necessita desesperadamente de alguém que possa cuidar, para assim ser valorizada. Todos nós necessitamos que alguém responda às nossas necessidades, mas muitas vezes buscamos sem perceber que supram necessidades que não foram supridas desde a infância, tornando muito difícil para uma só pessoa suprir tantos anos de carência.

Quando a mulher passa a demonstrar sua insatisfação com o relacionamento, alguns homens tendem a reagir tornando-se distantes, ausentes, indiferentes, agressivos. Exatamente ao contrário do que a mulher espera e precisa. Enquanto o homem reage se afastando, a mulher cada vez mais exige atenção e proximidade. Mulheres reagem exigindo, pedindo, implorando, controlando e dominando.

Quando uma mulher critica o comportamento ou jeito de ser de um homem ele sente perdendo seu poder e pode naturalmente reagir, fazendo exatamente ao contrário do que ela esperava. Muitos homens reagem assim como defesa para se protegerem da verdade de seu sentimento de impotência para assumir sua própria vida e principalmente, sua própria dor. É muito mais fácil para os homens fugirem, se protegerem, se defenderem, a terem que assumir a verdade de seus sentimentos, ainda que esse comportamento possa lhes fazer perder a mulher amada.

Alguns homens interpretam erroneamente o apoio e o carinho incondicional que recebem como sendo sufocante. Muitos homens negam que agem assim, mas se analisarem seus comportamentos poderão perceber que muitas vezes é exatamente assim que reagem e ainda culpam suas companheiras por seus comportamentos, dificilmente assumindo sua parte da responsabilidade. É, infelizmente muitos homens não sabem receber ou não valorizam aquilo que recebem por nunca terem recebido, ou por não se sentirem merecedores, mas como seus sentimentos não são identificados por eles, dificilmente os assumem. A maior parte dos homens não possui autoconhecimento e nem aceita ou deseja se conhecer melhor, tendendo assim a manter os mesmos padrões de comportamento, sem perspectiva de mudança.

Sem máscaras

É preciso que tanto o homem como a mulher enxerguem o outro como ele realmente é, e não apenas como uma ilusão do que gostariam que fossem. Esta talvez seja uma das origens dos conflitos, querer que o outro seja o que se gostaria que fosse, esperando sempre por uma mudança que jamais virá, principalmente se o outro não perceber que suas atitudes machucam e com o tempo podem vir a destruir o relacionamento.

Todo relacionamento saudável exige a troca constante de amor, cuidado, respeito, cumplicidade, compreensão, consideração, aceitação, confiança, admiração. Se por algum motivo falta qualquer um deles o conflito se instala e a longo prazo a separação se torna inevitável. Quando a dor, seja qual for, é comunicada ao outro, juntos poderão pensar como curá-la, mas há uma condição para isso: ser capaz de sentir a dor gerada no outro e para isso é preciso de uma outra condição: ser capaz de sentir a própria dor, o que muitos homens fogem a todo custo. Se não conseguir sentir sua dor, não conseguirá expressá-la nem curá-la, e muito menos terá condição de perceber ou sentir a dor do outro. Por isso que o autoconhecimento é fundamental, seja identificando os próprios sentimentos e principalmente dividindo com o outro.

A mulher deve ter consciência que ela tem valor, assim como qualquer outro ser humano, independente do que ela faz ou oferece. Enquanto esperar ser reconhecida pelo outro, para se conscientizar de seu real valor como pessoa, estará sempre aberta para se machucar e se decepcionar. Enquanto a mulher, consciente ou inconscientemente, tenta provar seu valor, mais o homem se fechará em seu próprio mundo, gerando na mulher a dúvida se age assim por falta de amor, pois dificilmente a mulher entenderá que seja por dificuldade de demonstrar o que sente, tornando a mulher cada vez mais insegura e mais controladora, e em consequência mais conflitos surgirão.

É importante que os homens tenham consciência de que a mulher precisa constantemente ser lembrada de seu valor, do quanto é amada, sejam com pequenos e simples gestos de carinho, atenção e com verbalizações e atitudes constantes que demonstram que estão sendo valorizadas para que se sintam simplesmente especiais. Os homens não devem, nem podem, ter medo de expor aquilo que verdadeiramente sentem, mas que procurem abrir seus corações para quem está ao lado incondicionalmente.

O certo é que mulheres e homens desejam amar e serem amados, mas ainda não encontraram a mesma linguagem para se fazerem entender. A linguagem do amor deveria ser universal, mas não é, pois existem históricos de vidas diferentes que influenciam diretamente na maneira com que cada um expressa e recebe amor. Mas com diálogo, carinho, respeito, amor, e acima de tudo, cada um desejando que a relação se mantenha, com certeza teremos homens mais sensíveis e mulheres mais valorizadas por aquilo que simplesmente representam: o amor em sua forma única!

27 de junho de 2011

30 de maio de 2011

Zeitgeist 3

Clicar no link:

http://youtu.be/4Z9WVZddH9w

Zeitgeist 1

Clicar no link:

http://youtu.be/6pgRUpDDrb0

Zeitgeist 2

Clicar no link:

http://youtu.be/1gKX9TWRyfs

Indignação

Caros amigos, por motivos pessoais não me tem sido possível estar mais perto de vós como desejaria estar, espero que em breve me possa dedicar mais ao blog.

Aproveito para deixar um apelo, vejam os três filmes do "Zeitgeist" é urgente que tomemos medidas, o futuro é o "projeto Vénus" explicado nesses 3 filmes. Se não o fizermos seremos escravos a longo prazo, não teremos terra, não teremos comida, não teremos água, não teremos casa... não teremos nada! É urgente que o sistema monetário caia (o mais depressa possível) e o mais impressionante é que é possível... simplesmente não interessa para "os grandes" porque deixaria de haver "O PODER" por detrás de tantas guerras, fome e destruição.

Aqui, como apelo deixo a minha indignação pelo que temos neste momento.

Eu acredito que o planeta é de todos e que os meus filhos, nossos filhos um dia, irão ter uma casa para morar num planeta menos poluído e destruído, do que aquele em que vivemos neste momento.

E só nós é que podemos mudar o decorrer do futuro...

Carla Carniça

18 de abril de 2011

Aula de Culinária Vegetariana





Namaskar!

Temos o prazer de anunciar mais uma aula de culinária vegetariana!



Desta vez vai ser uma aula especial, dada pelo nosso monge indiano Dada, que é um mestre da culinária!

Vai ter lugar no dia 30 de Abril, sábado, das 10h às 15h.

Contribuição: 25€ (inclui almoço)

A aula vai ser na zona do Foco, perto do estádio do Bessa. Detalhes da morada serão dados mediante inscrição.



Para mais informações enviem email para porto@anandamarga.pt ou telefonem para o 962 665 428

Apareçam e divulguem!

Abraço,

Marta



A bioquímica dos alimentos interfere na bioquímica dos nossos corpos, influenciando o sistema endócrino, o sistema nervoso e o cérebro - que são os responsáveis pelas tendências mentais ou instintos. Quando esses instintos não são controlados, a mente fica perturbada. Assim, para mantermos a calma e o equilíbrio mental, os alimentos ingeridos devem ser cuidadosamente seleccionados.
No Yoga, os alimentos estão classificados em três categorias principais:
Sattvik/Subtis, (benéficos para a mente e para o corpo), Rajasik/Mutativos (benéficos para o corpo e neutros para a mente, ou vice-versa) e Tamasik/Estáticos (prejudiciais para o corpo ou mente).

As nossas aulas de cozinha vegetariana são baseadas neste princípio, e por isso a nossa alimentação é satvika - alimentos sãos para mente, corpo e espírito!

11 de abril de 2011

6 de abril de 2011

Um coruja pelo planeta, pela reutilização de resíduos, pela reciclagem...

Como fazer sabão com óleo alimentar usado?




Como fazer velas com óleo alimentar usado?

Clique aqui:

http://www.flickr.com/photos/fazendoartes/5045031925

Como fazer sabonete líquido com óleo alimentar usado?



Alguns exemplos divertidos :

Clique aqui:

http://www.reciclagemdivertida.blogspot.com/

E aqui:

http://educafamakids.blogspot.com/2010/09/reutilizar-embalagens-e-uma-atitude.html

E mais um...

http://www.reciclagemfacil.com.br/tag/porta-moedas

Mãos à obra e... divirtam-se dentro de casa!!!

Medo ou amor?

5 de abril de 2011

Este vídeo é sobre si...

28 de março de 2011

Transição é transição

Transição planetária

1,2,3,4,5,6...12 segundos caminhando para 1 minuto, seguindo para 1 hora após 24 e mais 1 dia completará mais 1 semana que concluirá 1 mês e começaremos mais 1 ano. E assim viemos e vamos. Os átomos se movimentam, a Terra se movimenta promovendo o nosso tempo com suas rotações em torno de seu eixo. Junto a Terra todos os planetas do nosso sistema solar também girando ao redor do nosso sol local. Nosso sol local com todo o nosso sistema giram em torno do Sol Central, Alcione.

Alcione é envolvida por um anel magnético chamado cinturão de fótons, e cada passagem da Terra sob este cinturão é necessário aproximadamente 12.400 anos, ou seja meio ciclo. Foi na Lemúria e depois Atlântida, agora com esta atual humanidade. Pela primeira vez há a chance de passarmos pelo cinturão em corpos vivos. Toda a hierarquia cósmica está focada neste evento planetário inédito. Eles, através de canalizações e centenas de outras ações estão nos orientando a elevarmos a nossa vibração energética.

Eis a Transição Planetária, independentemente de profecias, vidências, manuscritos, canalizações, avisos de ETs e tudo que haja relacionado a isto, ela é uma realidade científica e comprovada historicamente por várias civilizações. A “ciência moderna” (moderna? Parece piada, ela tem pouco mais de 100 anos se comparada aos milênios de muitas transições) já admite o cinturão de fótons, inclusive a fonte mais manipuladora, mentirosa e omissa, a NASA, também já anunciou o cinturão. Com isto quero dizer que, assim como todos acreditam piamente que depois da primavera vem o verão, procurando aprender um pouco mais além deste mundinho chamado humanidade de 3D, poderão aprender que a entrada no cinturão é uma realidade que marca o início desta atual Transição Planetária.

Ao redor do cinturão de fótons há uma enorme barreira chamada Zona Nula, que contém uma região de incrível compressão energética. É um lugar onde os campos magnéticos estão tão fortemente entrelaçados entre si, que é impossível para qualquer tipo de campo magnético tridimensional atravessá-lo sem ser alterado.

Este fato significa que o campo magnético da Terra e o do Sol devem ser transformados em um novo tipo de magnetismo interdimensional. Por conseguinte, vocês devem esperar uma mudança nos campos elétricos, magnéticos e gravitacionais da Terra. Tal mudança já está ocorrendo atualmente.


Cinturão de Fótons

O nosso sistema solar gira em torno de Alcione, estrela central da constelação de Plêiades.

No início da década de 60, astrônomos detectaram pela primeira vez, através de satélites, que Alcione possui à sua volta um gigantesco anel, ou disco de radiação, em posição transversal ao plano das órbitas de todos os sistemas que giram em volta deste sol central.

Este anel de poeira cósmica foi chamado de cinturão de fótons, representando um marco do início de uma expansão da consciência além da terceira dimensão.
Desde o início da década de 70, o sistema Solar vem entrando no cinturão de fótons e recentemente a Terra começou a interagir com ele, e gradativamente está avançando sintonizando-nos com a quarta dimensão e nos preparando para receber a radiação de Alcione.

O Ponto Vermelho representa o nosso sistema solar.
O Ponto Amarelo representa Alcione, O Grande Sol Central.
A Linha Azul representa o cinturão de fótons.


O que é o Cinturão de Fótons?

É uma nuvem de poeira cósmica, de micropartículas de cargas totalmente positivas, desprendida do grande Sol central, denominada Alcione, que está situado nas Plêiades.

Ela é conhecida como nuvem de fótons ou cinturão de fótons e quer dizer cinturão de luz, ou nuvem de luz. Um fóton consiste na decomposição ou divisão do elétron, sendo a mais ínfima partícula de energia eletromagnética.
O cinturão de fótons tem uma dimensão imensa, por volta de 25.000 vezes maior que a nossa galáxia.

Esta grandiosa nuvem de poeira cósmica desprendida do grande sol central praticamente não se movimenta, ficando parada enquanto o nosso e também outros sistemas solares caminham de encontro a ela, no sentido anti-horário.
Imaginem o cinturão de fótons na forma de um imenso prato espalhado no cosmo. Imaginemos um ponto no lado A, à direita deste prato, e no lado esquerdo um ponto B.

O período que o Sistema Solar gasta para ir de A a B é aproximadamente 12.400 anos, e outros 12.400 anos para voltar ao ponto A novamente.

Isto significa que são 24.800 anos para que o Sistema Solar dê uma volta completa em torno dessa nuvem de fótons, e quando o Sistema Solar atinge um dos lados dessa nuvem de fótons, ocorrem várias mudanças em relação ao choque dessas micropartículas com outras partículas mais densas.

Todas as moléculas e átomos de nosso planeta passam por uma transformação sob a influência dos fótons que cria uma excitação molecular, gerando um tipo de luz constante, permanente.

Estas transformações que já estão ocorrendo em nosso planeta e também em todos os seres nele viventes, exigem uma readaptação a novos parâmetros, uma preparação especial para realizarmos uma mudança dimensional, além de uma maior expansão de nossa consciência.

Com isto, um novo campo de percepção está disponível para aqueles que aprenderem a ver os acontecimentos e fatos de outra forma.


Que mudanças no plano físico decorrerão da influência do cinturão de fótons?

As partículas deste gigantesco anel de fótons por serem totalmente positivas, alteram os prótons e elétrons de tudo aquilo que é matéria e que tem uma energia menor, inferior à energia desses fótons.

Isso provoca um choque, que poderíamos denominar choque anti-matéria.
Uma transição, uma mutação decorrida deste choque de partículas, potencializa nossos prótons e elétrons transformando-os em pósitrons (antipartícula do elétron), como se fosse uma só molécula, totalmente potencializada.

Um choque desse tipo com a matéria densa, ou melhor, inanimada, vai provocar alterações diversas; por exemplo, explosões do átomo dessas partículas densas, resultando em aumento de volume destas matérias, podendo provocar até rachaduras, deformações físicas, torções, explosões, etc.

Já o choque dessas partículas positivas nos seres vivos (homens, animais, insetos, etc.) que não estiverem na vibração compatível com elas, provocará praticamente a mesma reação que na matéria inanimada, ou seja, explosões nas células, nos átomos.
Nos pontos onde os fótons atingem, moléculas e mais moléculas vão explodindo, provocando infecções e sérios danos físicos no metabolismo de cada ser vivo.
Isto no homem significa doenças, hemorragias, tumores cerebrais, tumores cancerígenos, problemas cardíacos, mortes fulminantes, etc.


Então, de acordo com a densidade da matéria, ocorrerão vários danos.
A pessoa com uma energia superior, isto é, com energia compatível, igual ou superior à dos fótons, não sofrerá nenhum prejuízo, nenhum dano físico de maneira negativa.
Neste caso, o choque dessas partículas na nossa própria densidade, com os nossos prótons e elétrons, resultará em uma interação harmoniosa de nossos átomos com essas partículas positivas, e podemos nos beneficiar fisicamente, e até mesmo energeticamente, através da alteração mental.

O benefício físico que nós adquirimos com o choque vibratório seria mais imunização do corpo, alterações nas nossas glândulas, potencialização da nossa capacidade mental e física, facilitando o desprendimento da energia mental que atuaria nos objetos e a própria manipulação da energia interior em nosso próprio metabolismo, onde a imunização será de uma maneira muito mais ativa.

Nós estaríamos muito mais resistentes às inflamações , infecções, ou à quaisquer outros problemas que venham prejudicar o nosso sistema físico ou nervoso.

Compreendem agora o motivo de os Mestres através de canalizações pedirem que aumentemos a nossa vibração, ou seja, elevarmo-nos espiritualmente, crescer em consciência?

Quais as mudanças no plano espiritual, mental e vibracional?

No plano espiritual, provoca uma ampliação no nosso perispírito (nosso campo energético) potencializando, isto é, alterando a sua espessura energética em nossa mente, facilita fenômenos paranormais, tais como teletransporte, transmutação da matéria e até torção de objetos pelo poder da mente. Aumenta a resistência vital, com este acréscimo imenso na energia mental, de modo que, qualquer pensamento pode tomar uma forma na matéria.

Isto quer dizer que a forma pensamento vai ter uma manifestação, vai se tornar realidade, com a interação dessa energia.
No plano vibracional, tudo se acelera, tudo é muito mais rápido.
Até mesmo no nosso planeta, que já foi atingido por esses fótons, a velocidade do tempo é muito mais rápida.
Hoje, mal amanhece o dia, já chega a noite.
Está tudo muito mais acelerado, nossa vida, nossos pensamentos, nossas vontades. Isso na energia vibracional.


Quando tudo isso iniciou?

Esse processo é um fenômeno cíclico, que já aconteceu várias vezes desde o início dos universos.
As passagens através do cinturão de fótons provocam várias mudanças na estrutura geológica de todos os mundos densos e também no plano energético. Desde o início da formação de todo o cosmo, esse fenômeno acontece ciclicamente.

E mais uma vez o sistema Solar se aproxima do grande sol central.
Os fenômenos geológicos, climáticos, também são totalmente alterados.
Por exemplo, vai haver movimento das placas tectônicas no interior da Terra.
Não só a Terra, mas outros planetas também serão atingidos, todos os planetas tridimensionais terão sua estrutura física alterada, além da alteração climática, mudando sua temperatura, ou para mais positivo ou mais negativo.

Haverá muitas outras mudanças físicas, ativações de vulcões, muito desprendimento de gases, que poderia provocar uma fenda que cortaria o planeta ao meio, ou que cortaria uma boa parte da crosta terrestre, provocando explosões de gases no interior da Terra, derivado do petróleo e até mesmo a queima do próprio líquido negro.
A gravidade do nosso planeta vai diminuir por volta de um terço da gravidade atual.
Isso significa que tudo aquilo que é matéria, inclusive nosso próprio corpo físico, vai ter uma redução de um terço no peso.

Atualmente, o sistema solar está 1/3 dentro dessa nuvem de fótons, sendo que os planetas mais distantes do sol já foram atingidos de maneira intensa.
Cada micropartícula desta nuvem, é como se fosse 1/10 de um grão de areia, porém cada uma delas tem 1 bilhão de vezes a potência de um raio.
O seu núcleo é 1 milhão de vezes mais potente que cada micropartícula.
Em novembro de 1998, o planeta Terra já havia iniciado uma maior interação dessas micropartículas.

No mês de março de 1999 essa interação se intensifica ainda mais com essa nuvem de fótons.
E no mês de novembro e dezembro desse ano de 1999, o planeta já estará 1/4 dentro dessa nuvem de fótons, um choque maior por volta de 2006, quando não só o planeta Terra, mas todo o sistema solar estará envolvido dentro dessa nuvem de fótons.

Aí, sim, o período de transição se torna mais intenso e também os acontecimentos geológicos vão se dar com muito mais frequência, por exemplo, mudança na atmosfera climática, movimentos e elevação de placas tectônicas, terremotos, maremotos, explosões, etc.


Poderá haver também explosões de alguns planetas, não só do sistema solar, como de outras galáxias. Por isso, a presença de vários meteoros e meteoritos caindo na Terra, vários cubos de gelo vindos do espaço e outros objetos caindo na nossa atmosfera, ou sendo também arremessados para fora da atmosfera terrestre pelas explosões que aqui ocorrerem.


Como se preparar para esta interação com a Quarta e Quinta Dimensão?

A interação dessa energia de uma maneira positiva, é conhecida como a radiação manásica, ou seja, a conscientização da energia crística.
Essa potencialização é a mesma coisa que a aceleração do nosso GNA, para harmonização e imunização do corpo.

Na energia crística de transmutação, a pessoa não perde a sua matéria densa, ela se sutiliza e vai passar para uma dimensão superior, totalmente positiva.


Como nos preparar para não sofrermos esse choque de vibração, que pode resultar num processo negativo para nós?

Desenvolver a mente para que nossas ondas cerebrais se acelerem, que fiquem iguais ou superior a 17 ciclos por segundo ou 17 hertz.
O ideal seria que todas as pessoas fizessem um eletroencefalograma, no mínimo, a cada 8 meses, para constatar se suas ondas cerebrais estão hiper ativas, ou seja, aceleradas além do beta normal, que é de no máximo 14 ciclos por segundo.
É preciso estar no mínimo a 17 ciclos por segundo para se possa livrar das influências negativas dessas partículas, ou seja, transmutar a energia dessas micropartículas de uma maneira positiva, coordenando seus desejos e pensamentos para a realização deles, de modo que todo pensamento se materialize mais rapidamente.

Além disso, é necessário uma mudança de atitude, para a realização desta energia crística.
Nosso planeta, nossos corpos e nossa consciência, todos devem atingir e ressoar numa frequência bem mais alta e intensa, para acomodar a consciência Crística.
Todas as células de nossos corpos, todos os átomos serão rearranjados de modo que preparem nossos corpos atuais de densidade e mortalidade, num veículo de luz transformacional, capaz de facilitar esta Consciência.

Para realizar esta expansão de consciência é preciso fazer uma limpeza, tanto no corpo físico como no emocional e transmutar os miasmas, as influências deletérias a nós agregadas.

Responsáveis pelas doenças em nosso organismo, os miasmas são compostos de massas etéricas que carregam memórias genéticas, ou de vidas passadas, memórias de doenças que ficaram encruadas devido a antibióticos, poluição, química ou radioatividade.

Estes miasmas serão intensamente ativados pelo cinturão de fótons. Trabalhar o corpo emocional através de diversos métodos terapêuticos - psicológicos ou corporais - ajuda a liberar as energias bloqueadas em nossos organismos pela atuação destes miasmas.


O que significa Transição Planetária?

Todo esse processo de mudanças, transformações e transmutações significa transição planetária, ou seja, nós passaríamos da fase de ação para a transição, uma interação maior, onde tudo aquilo que é matéria densa, compatível com os tais fótons sutiliza e potencializa a sua carga, passando para uma dimensão superior, que nós chamamos de quarta dimensão.

O resultado dessa transição e desses acontecimentos para as pessoas que conseguirem superar e desenvolver uma potencialização e um melhor aproveitamento dessa energia transmutadora, será a transformação total do seu corpo, um corpo de mais energia do que matéria.

Assim poderá permanecer tanto no sistema solar, como em outros mundos paralelos, porque terão a interação na quarta dimensão e com a maior facilidade poderiam chegar até a nona dimensão.

A pessoa que passa por este processo, passará a ter maior domínio sobre a matéria, podendo até atravessar uma parede sólida com facilidade.
Por outro lado, tudo aquilo que não está compatível, não vai conseguir a transmutação, será auto destruído, entrará em combustão e explodirá.
Esta destruição ocorrerá, não só no plano denso, como também no espiritual, mental, físico e extra físico.

E todas aquelas pessoas que não estiverem preparadas e não conseguirem essa transmutação, com certeza morrerão, terão uma morte repentina, especialmente através de doenças citadas anteriormente tais como: hemorragias, tumores cancerígenos, etc, sendo que, até os animais passariam por isto.

A transição planetária oferece uma nova conscientização à humanidade, que podemos chamar da entrada da humanidade na Nova Era, na Idade da Luz.
Esse processo de conscientização da energia Crística é uma etapa que a humanidade urge em passar, para ampliar sua consciência e alcançar a tão esperada evolução superior.

Na atualidade, vemos que muitas pessoas ainda estão estacionadas no tempo, permanecendo violentas, egoístas e negando seu amor e respeito ao próximo, especialmente aos idosos, deixando-os abandonados, sem o menor carinho e proteção, sem a menor orientação do que fazer para se manterem protegidos.
Através de uma reorientação de nosso modo de vida, mudanças de atitudes e comportamentos, tendo mais amor, respeito, tolerância para com o próximo e para conosco, todos temos condições de nos livrarmos dos efeitos negativos destes fótons, bastando um pouco de interesse e disposição para promover estas mudanças.


E como realizar estas mudanças?

Através da prática regular de técnicas de aceleração mental, auto-estabilização dos chacras, desprendimento de energias negativas, armazenamento de energias vibracionais, entre outras, e, principalmente, através da busca do Eu interior, da realização do Cristo Interno, o que nos possibilitará estados cada vez mais ampliados de consciência, permitindo-nos a convivência com os seres de luz, habitantes de dimensões mais elevadas.
A transição planetária é um processo de transformações que já está batendo às nossas portas.

Não dá para ficarmos de fora.
Ela está chegando na forma de uma imensa nuvem de micropartículas cósmicas, onde nosso sistema solar estará totalmente mergulhado por vários anos.
As mudanças serão extremas, podendo ser muito dolorosas.
Ou não...

A humanidade está aprendendo uma lição importante nesta época, que é perceber a sua divindade, a sua ligação com o Criador Primordial e com tudo o que existe. A lição é perceber que todas as coisas estão interligadas e que todos fazem parte de tudo isso.
O resultado desta transição planetária, será a vivência de um período completamente novo para a humanidade, onde reinará mais harmonia e amor entre os homens.
Será a entrada da humanidade na "Idade da Luz" , o despertar da Consciência Crística.
Durante toda essa face, não estaremos sós; existem em todo o universo inúmeras raças, culturas e sociedades de seres com consciência mais ampla, cuja principal missão é dar orientação, apoio e até mesmo proteção a todos os planetas em fase de transição da terceira para a quarta dimensão.

O auxílio desses seres de luz, tem acontecido desde os primórdios da humanidade, através daqueles adequadamente preparados.
Porém, com a entrada do planeta no cinturão de fótons, este apoio dos seres já está mais amplo e se intensificará, de acordo com as necessidades.
Nossa missão nessa passagem é estarmos preparados, atentos e receptivos a essas emanações de amor e energias superiores provindas destas entidades de luz, e nos tornarmos conscientes de que somos canais de cooperação e suporte a estes seres, para que essa transição se torne mais suave e positiva para todos, reinserindo luz neste planeta e restituindo à Terra a seu propósito original - tornar-se um magnífico centro de troca de informação intergaláctico.
QUINTA-FEIRA, 16 DE DEZEMBRO DE 2010
O QUE É A ASCENSÃO?


Neste meio tempo vocês provavelmente perceberam que nós não demos um projeto para a ascensão. Em um mundo perfeito, nós teríamos um projeto ou modelo que nos mostrasse o que fazer. Nós saberíamos o que esperar e o que não esperar e, portanto, passaríamos pelo processo com mais graça e tranquilidade do que o fazemos agora. Mas como todos percebem, nós não vivemos em um mundo perfeito, assim, nós cambaleamos cegamente por algum tempo, imaginando como prosseguir.

Grande parte de nossa energia é gasta, sendo informados de que temos concepções errôneas do que é e não é o processo de ascensão. Estas concepções errôneas criam muita dor que experienciamos ao longo do caminho. Por exemplo, há uma concepção errônea de que podemos ascender sem ter que experienciar os nossos medos. Ohhh, como seria maravilhoso se isto fosse realmente verdadeiro! “Suspiro”.

Este artigo foi escrito para ajudar a dissipar algumas destas concepções errôneas que nos levam a cambalear e também fornecer algo de um projeto para o processo. Este projeto, naturalmente, é baseado em minhas experiências, assim como as daquelas magníficas almas que eu tenho a honra de conhecer e que trilham o caminho ao meu lado. Assim, vamos começar com o básico.

O Que É A Ascensão?

A um nível individual, a ascensão é o processo de mudar a consciência da realidade de alguém, baseada em um conjunto de crenças, para outra. Em um grupo, ou nível planetário, a ascensão é a expansão coletiva de um estado de consciência (conjunto de crenças), ao ponto onde esta consciência cria uma nova realidade – um novo estado de ser ou dimensão (A Síndrome do Centésimo Macaco). Exemplo: Nós estamos criando coletivamente uma consciência de 5ª dimensão através de nossos processos de ascensão individual. Está certo, eu compreendo que eu lancei um novo pensamento aqui, este de que uma dimensão é um estado de consciência. Talvez, nós devêssemos parar e observar isto antes que continuemos, porque realmente precisamos compreender a consciência, as dimensões e tais conceitos, antes que possamos compreender verdadeiramente o processo da ascensão.

O que é a Consciência?

Consciência é um conjunto de crenças nas quais baseamos nossas vidas e através das quais fazemos as escolhas e decisões que criam a nossa realidade presente.

O que é uma dimensão?

Uma dimensão é um estado da consciência. Agora como isto pode ser? Bem, quando vocês observam o que chamamos de dimensões, o que percebemos é que cada uma refere-se a um exclusivo conjunto de crenças. Por exemplo, a 3ª dimensão refere-se à crença de que esta é a única vida que temos e se não pudermos tocá-la, experimentá-la, vê-la, senti-la ou ouvi-la, ela não existe. E esta bem próxima? A 5ª dimensão, a qual eu me dedicarei totalmente em um artigo vindouro, refere-se à Cristo ou à Consciência da Unidade, onde compreendemos que estamos todos conectados – compreendemos e vivemos em unidade (há uma concepção errônea de como é a consciência de unidade e eu me referirei a ela no artigo, A 5ª Dimensão – como será?). Nossa consciência de 3ª dimensão atual não foi estabelecida até que um número suficiente de pessoas começasse a acreditar da mesma maneira. E eu suspeito de que a consciência de 5ª dimensão atual não foi estabelecida até que um número suficiente de pessoas que existissem lá imaginasse como viver em unidade. Assim vemos que quando um número suficiente de pessoas vive um conjunto de crenças, elas criam uma dimensão.

Indo além, um estado de consciência/dimensão, vibra em certa freqüência assim como toda a matéria física tem uma vibração distinta de freqüência. Em nosso universo como eu o compreendo, quanto mais próximos nós alcançarmos o ponto de integração de Luz e de Escuridão, mais rápidos nós vibraremos (a compaixão sendo o ponto de integração com o padrão vibratório mais rápido). Assim, se todo um grupo de pessoas adquirirem um conjunto particular de crenças, neste caso, a compreensão de como viver no ponto de integração entre a Luz e a Escuridão, então todos eles começarão a vibrar neste padrão particular. Este padrão vibratório é também conhecido como freqüência. Continuando, esta vibração do grupo cria uma nova consciência, uma nova realidade, e uma nova dimensão pelos indivíduos no grupo, expressando-se emocionalmente, criativamente, etc. Eu espero que tudo isto faça sentido para vocês. Algumas vezes eu me vejo tentando explicar conceitos multidimensionais um pouco desafiadores, porque há muitos níveis para eles. Eu posso vê-los em minha mente, mas colocá-los no papel é outra questão. “Sorriso”.

Agora que temos uma compreensão básica da consciência, dimensões e freqüência, voltemos à ascensão.

Como ascendemos?

Expresso de uma forma simples, nós ascendemos ao clarificarmos os nossos bloqueios emocionais, integrando os medos que são a base destes bloqueios, e transmutando a raiva, o ódio, a culpa, a censura e a humilhação nestes bloqueios em compaixão. Em cada um de nossos bloqueios emocionais há julgamento das emoções obscuras (já afirmadas acima). Quando aprendemos a aceitar, valorizar e usar estas emoções de uma maneira equilibrada, nós equilibramos o lado Obscuro de nós mesmos.

No exterior, quando aprendemos a valorizar e a apreciar estes que expressam emoções obscuras em seus papéis como nossos professores (isto é, estes que desempenham papéis obscuros, pois eles têm contratos espirituais conosco para fazerem isto), há um equilíbrio entre a Luz e a Escuridão em nossa realidade. Mais uma vez, outro conceito multidimensional condensado em uma sentença ou duas. Leiam a “Fórmula da Compaixão” e “Dançando com os folhetos obscuros” para mais informação na integração da Luz e da Escuridão.

Quando clarificamos os nossos bloqueios, mudamos a nossa consciência. Nós nos tornamos menos críticos, portanto mais compassivos. Assim a nossa consciência muda primeiro e o nosso corpo físico segue o exemplo. Em terceiro lugar, a nossa realidade externa começa a refletir a nova consciência que estamos expressando. Portanto, vagarosamente a realidade física muda também. Assim, a cada dia, quando permitimos que nossos guias nos tragam lições de modo que possamos clarificá-las, nós estamos ascendendo.A cada vez que clarificamos um bloqueio e experienciamos a alegria da gratidão, a apreciação e a compaixão, estamos ascendendo. Vamos recapitular esta. A ascensão ocorre quando vocês:

1 – Estão desejando clarificar os seus bloqueios.

2 – Clarificam um bloqueio, integram um medo ao experiênciá-lo e conquistam a compaixão, criando assim uma mudança em sua consciência.

Qual é a mecânica da ascensão?

A Ascensão é um processo que tem componentes espirituais, emocionais, mentais e físicos. Este processo tem múltiplas camadas e é interconectado, significando que uma ação que ocorra a algum nível, afeta os outros níveis (pensem nisto como um efeito dominó). A mecânica do processo de ascensão segue algo como isto:

1 – Vocês pedem para que os seus medos se mostrem a vocês.

2 – Um medo se manifesta em sua vida como uma lição que tem que se manifestar.
3 – Vocês se movem através do medo, desejando experienciá-lo tão completamente quanto necessário, a fim de integrá-lo.

4 – Vocês integram o medo, aprendendo assim a lição. Nesta parte, vocês assimilam os sentimentos do medo associados com este medo/lição. Eles podem ser sentimentos tais como: culpa, vergonha, ódio, raiva, ressentimento, etc.. (Sim, nós realmente tememos ao sentirmos estas emoções porque nos foi ensinado que elas são más e se nós as experienciarmos, nós seremos maus.)

5 – Vocês experienciam a liberação quando o medo é integrado e a lição é aprendida. Nesta liberação vocês experienciam emoções tais como alegria, êxtase, gratidão ( pela pessoa que desempenhou o papel Escuro ) e compaixão (pela dor que a pessoa do papel Escuro) teve que experienciar a fim de desempenhar a sua parte). Quando vocês sentem compaixão, há uma sensação de formigamento em seu corpo, e em muitos casos, uma explosão orgásmica de energia em seu chacra coronário superior (isto é, a raiva, a vergonha, etc., sendo transmutada em compaixão), enquanto vocês liberam as pessoas envolvidas em sua lição, da culpa.

6 – A compaixão que vocês sentem transmuta um pouco mais do seu DNA baseado no carbono para o DNA baseado no cristal ou na sílica, permitindo assim mais luz em seu corpo. Ao mesmo tempo, quaisquer implantes (também conhecidos como padrões de comportamento), associados a este medo/lição são mudados (equilibrados). Se vocês estiveram trabalhando neste medo em todos os seus vários aspectos, estes implantes recentemente mudados liberam então sua partícula dos seus 10 cordões adormecidos do seu DNA, de modo que eles possam ser realinhados.

Quanto mais nos movemos através destas fases, (leiam a “Fórmula da Compaixão” para mais detalhes neste processo de integração/transmutação), mais recodificamos o nosso DNA, mudando a consciência para mais e mais próxima ao ponto de integração entre a Luz e a Escuridão. A Compaixão é a aceitação incondicional e igual de todas as coisas (Luz e Escuridão), em relação a quem ou o que vocês são. Agora vamos observar algumas das concepções errôneas sobre a ascensão.

Concepções Errôneas da Ascensão

Há muitas concepções errôneas sobre a ascensão ocorrendo nestes dias. A maior parte delas parece vir de uma falta de informação básica e de tentar formular o nosso conceito de ascensão no que nos foi ensinado no passado. Uma vez que nos foi dada a perspectiva superior em relação a alguns destes conceitos, podemos verificar que onde já tenha outro nível de conhecimento fará com que tudo isto tenha sentido. Vamos observar alguns dos mais predominantes.

Nós podemos ascender sem experienciar a dor ou o medo.

Como eu disse anteriormente, eu desejaria que isto fosse verdade, mas como verificamos pela informação acima, nós devemos ter algo que possamos usar para conquistar a compaixão. Nós devemos ter alguma forma de estímulo. Nós não transmutamos o amor ou a alegria em compaixão, transmutamos? Tanto o amor como a alegria são emoções de freqüência mais elevada, como a compaixão, não são? Compreendo que nós usamos a energia das emoções de freqüência inferior da raiva, vergonha, culpa, ressentimento, etc. para transmutarmos em compaixão. Assim, se isto for verdadeiro, então devemos ser capazes de acessar estas emoções para que haja a possibilidade de transmutá-las, certo? E, a fim de acessá-las devemos senti-las de alguma forma, porque isto é o que se pretende ao acessá-las, não é verdade? E não é quando as experienciamos o mesmo que senti-las?

Prosseguindo, as emoções de freqüência inferior não criam dor emocional e, algumas vezes, dor física? Por exemplo, a raiva não cria a dor emocional, ou culpa, ou a vergonha? Assim, para resolvermos isto, se precisamos de emoções transmutáveis como estímulo para ascender, então devemos acessá-las. Isto significa sentirmos a dor destas emoções, e se sentirmos a dor destas emoções, eu suponho então que significa que nós não ascenderemos sem experienciar a dor. Isto faz sentido? E tenham em mente que a dor é um catalisador para a mudança. Nós não mudamos até que compreendamos que precisamos... A dor é o indicador que é o momento para a mudança. Da perspectiva superior, como eu a compreendo, a dor é uma ferramenta mais valiosa porque sem ela nós não teremos catalisador para nos mover para fazer o trabalho que é necessário, a fim de crescermos espiritualmente.

Nós podemos recodificar o nosso DNA apenas através da intenção ou é preciso que tenhamos alguém mais para fazê-lo por nós?

Bem, pensem sobre isto. Se vocês estão fazendo a purificação emocional e isto muda o seu DNA, não é o mesmo que Recodificar o DNA? E, se vocês precisam de estímulo (medos e emoções de frequência inferior), para transmutar em compaixão para recodificar o seu DNA... e experienciar todo este processo de transmutação para que ele funcione, então como poderiam fazer isto meramente pela intenção? Assim, como poderia alguém mais fazer isto por vocês? Como eles poderiam experienciar os seus medos, integrá-los e aprender as suas lições por vocês? Eu não vejo como eles poderiam. Seria o mesmo que ter alguém vivendo a sua vida por vocês enquanto vocês se sentam de lado e observam. Mas, se eles pudessem certamente eu seria a primeira na fila! Eu não quero experienciar qualquer outra dor e desconforto que eu tenha.

Através do processo da ascensão nós ganharemos a habilidade de bilocarmos, levitarmos e movermos objetos com as nossas mentes.

Foi uma verdadeira desilusão para mim quando descobri que estas habilidades não faziam parte do processo e do plano da ascensão planetária. Eu queria muito aprender como fazê-las e achei que no início elas eram uma das razões para continuar. Mas, por outro lado, nós não somos solicitados a atingi-las a fim de ascender e isto é um grande alívio! Pensem em quanto tempo e energia levariam para sermos capazes de conquistar estas habilidades. Isto é uma habilidade de escola de mistério que leva anos para dominar. Assim, não, estas habilidades não fazem parte do processo de ascensão. As habilidades exigidas são:

1 – A habilidade de conquistar a compaixão ao transmutar bloqueios emocionais.

2 – A habilidade de valorizar a escuridão de todas as formas

3 – A habilidade de viver em harmonia com todas as outras espécies no universo, não obstante as diferenças.

Algo que eu aprendi há não muito tempo e que vocês poderiam estar interessados em saber, é que há dois processos diferentes de ascensão. Há o processo Reptiliano e o Processo Humano. O Processo Reptiliano, ensinado através das antigas escolas de mistério, habilita-os a ascender através da mestria mental e requer que o estudante viva à parte do mundo, a fim de se concentrar em suas habilidades. O Processo Humano os habilita a ascender através do coração e requer que o estudante viva no mundo para conquistar as suas habilidades. Está certo, assim eu posso ter aberto uma lata de vermes nisto... Imagino que seria melhor escrever um artigo para explicar isto também.

Quando ascendermos nós estaremos em um planeta diferente.

Realmente em um sentido, seria como estar em um planeta diferente, mas na realidade, nós estaremos em um plano diferente deste. Como as estações de rádio existem em freqüências diferentes, mas vocês podem acessá-las, no mesmo rádio, a 3ª, 4ª, 5ª dimensões serão dimensões/freqüências/estados de consciência diferentes que podem ser acessadas no mesmo planeta Terra. Pelo menos é esta a minha compreensão neste momento.

Quando ascendermos viveremos em total união e unidade... Não haverá Escuridão ou negatividade... Tudo será amor e luz.

As pessoas não ficarão surpresas quando verem que ainda há Luz e Escuridão na 5ª dimensão? Mais uma vez, como o compreendo, nós teremos uma sociedade mais unida, mas não às custas da individualidade. Ter somente Luz/Unidade significa, em seu extremo, uma mentalidade de colméia como as abelhas ou as formigas. Nós queremos realmente isto? Como o compreendo, nós queremos viver sabendo que estamos todos conectados, de modo que possamos parar toda a hostilidade e a luta que é provocada pelo pensamento de que “estamos separados”. Mas não queremos desistir de nossa individualidade e livre arbítrio para nos tornarmos parte de uma consciência de unidade onde todos pensem o mesmo, queremos? Bem, se for este o caso, não contem comigo.

Quando ascendermos, seremos capazes de ver e ouvir fisicamente os nossos guias.

Talvez, mais adiante no processo de ascensão, isto ocorra quando a 4ª e a 5ª dimensões se tornarem mais fortes, mas por agora, é através do olho interior e do ouvido interior que vemos e ouvimos os nossos guias. Há aqueles que já vêem e ouvem com seus olhos e ouvidos de 3ª dimensão, mas isto não se deve à Recodificação do DNA ou à Ascensão, me falaram. É porque eles nasceram com glândulas endócrinas funcionando plenamente como parte de sua missão terrestre.

Quando ascendermos, deveríamos abandonar nossas vidas de 3ª dimensão e nos movermos para a Luz.

Bem, isto também não é parte do plano neste momento. Pela minha compreensão, nós estamos para viver no mundo e sermos parte dele, mas viver nele com uma consciência multidimensional. Isto foi difícil de imaginar. No início do meu caminho, eu queria me separar do mundo, viver em uma comunidade fechada com pessoas da mesma opinião, desistir de meus cartões de crédito e contas bancárias e viver no amor. Logo, descobri, apenas fazendo parte disto, que não funcionava. Nós estamos para ficar ancorados e no mundo, porque o mundo é o lugar de onde virão as nossas lições. É o lugar onde podemos acessar os nossos medos e integrá-los, acessar nossas emoções de freqüência inferior e transmutá-las dentro de nossos corpos físicos de 3ª dimensão.

Se nos separarmos do mundo e passarmos o nosso tempo nos projetando em outras dimensões ou no plano astral, perderemos as experiências que nos levam a crescer. Lembrem-se, sem as lições se manifestando, não poderemos crescer espiritualmente. Nós evoluímos do desequilíbrio para o equilíbrio. Se tentarmos viver em um mundo perfeito, nós nos tornaremos estagnados espiritualmente, não é? Pensem nisto. Bem, já há suficientes concepções errôneas, e este artigo já está longo. Vamos prosseguir.

Como poderei dizer que estou ascendendo?

- Vocês têm tomado mentalmente a decisão de passar pelo processo de ascensão. Isto é diferente do que estar no caminho espiritual. A Ascensão é uma escolha de mover-se para a 5ª dimensão. O caminho espiritual é uma escolha para acessar o que está além da 3ª dimensão e para acessar o seu lado espiritual.

- Seus medos estão se manifestando em sua vida como lições.

- Seu corpo físico começa a reagir ao processo de ascensão através de novas dores e sofrimentos. Esta é a sua criança interior que está sendo impulsionada pelos medos que estão surgindo para serem integrados. Estes medos estão armazenados em diferentes locais. Exemplo: Um medo de dinheiro está guardado na parte inferior de suas costas e vocês experienciam este medo como dor na parte inferior das costas.

- Vocês começam a estar mais conscientes das sincronias e das ocorrências incomuns em sua vida, em contraste a estar inconscientes delas. (As sincronias os seus guias e o seu trabalho que criam os eventos em seu Projeto de Vida que vocês escolheram durante o seu tempo no intervalo de suas vidas.)

O que pretendemos quando dizemos que a 3ª, 4ª, 5ª dimensões estão surgindo?

Esta é uma notícia interessante que eu não pude resistir em compartilhar com vocês. Como muitos de vocês sabem, há muitas conversas surgindo sobre as dimensões e os efeitos físicos, mentais, emocionais, que estamos experienciando por causa disto. Eu gostaria de compartilhar o que penso que isto significa desde que tantos têm contatado comigo sobre isto.

Enquanto mais e mais pessoas se movem ao longo dos caminhos Espirituais e da Ascensão, conquistamos níveis de compreensão. Por exemplo, aprendemos que somos seres espirituais que têm uma experiência físico/humana. Quando um número suficiente de pessoas imaginarem esta experiência, criarão uma nova consciência. Segundo a minha compreensão, esta crença particular que é uma das mais básicas no caminho Espiritual, é um conceito de 4ª dimensão. Assim, este grupo ancorou uma oitava da 4ª dimensão na 3ª dimensão porque eles vivem em um mundo físico de 3ª dimensão, conseqüentemente, eles fundiram a 3ª e a 4ª dimensões. A mesma coisa ocorre quando um número suficiente de pessoas ancorarem um conceito de 5ª dimensão na 3ª dimensão. Isto é o que se pretende pelas dimensões que estão se fundindo. Grupos de pessoas estão criando novas dimensões de consciência, enquanto vivem em uma dimensão diferente. Espero que isto faça sentido.

Bem isto resume esta coisa da ascensão para este artigo. Há muito mais que pode ser compartilhado na ascensão e eu tenho incluído algo disto em outros artigos que escrevi. Sintam-se à vontade para conferi-los. Vocês o acharão em “Ascensão”, na área de Artigos de nosso site.

* O Centésimo Macaco se refere à “consciência coletiva” (um fenômeno para os cientistas), através de um autor chamado Ken Keyes. Jr. Em uma ilha, os cientistas observaram os macacos comendo batatas doces que os cientistas esconderam na areia antes de dar aos macacos. Os macacos comeram as batatas, mas não gostaram da areia. Uma das fêmeas começou a lavar a sua batata na água, antes de comê-la. Vagarosamente os outros seguiram o seu exemplo, e eventualmente este comportamento se espalhou através da ilha, alcançando a última geração mais velha. Subitamente os outros macacos, nas outras ilhas começaram a fazer a mesma coisa! Simplesmente, Keyes explica sobre esta consciência coletiva: “Quando um certo número crítico conquista uma consciência, esta nova consciência pode ser comunicada de mente a mente.” Para vocês, nestas coisas de filmes, este fenômeno foi também parcialmente observado na abertura do filme, “2001, Uma Odisséia no Espaço”.

19 de fevereiro de 2011

Bioabsorventes

Caras Mulheres, como atravessamos uma era de preocupação para com o Planeta Terra, achei por bem divulgar tanto os Bioabsorventes para quem os queira utilizar como opção aos pensos higiénicos descartáveis, como o blog de onde adquiri a informação, que em conteúdo para quem desejar se cultivar noutras andanças é bem interessante...

O Blog que serviu como fonte de informação, visite :
 http://clafilhasdalua.blogspot.com/search/label/BIOabsorventes




20/04/2010


Como fazer os Abiosorventes



Eles são fáceis de fazer se você já costurou antes e tem uma boa máquina de costura (e tempo). A máquina é boa para fazer a finalização, mas é dispensável.





O modelo do absorvente Many Moons é o de duas abas - capa protetora e miolo - isto ajuda a aumentar a absorção, facilita a lavagem e secagem rápida - (não há nada pior que absorventes difíceis de limpar e que não secam completamente).




A aba do absorvente envolve a calcinha. O tecido da parte de baixo o mantém no lugar sobre a calcinha.

Há vários motivos que tornam o seu uso útil e simples.

Isto significa que se você tem tempo e condições de faze-los, eles serão uma excelente alternativa a ser adotada. Esses absorventes duram cerca de 4 a 5 anos - embora algumas mulheres tenham dito que os seus absorventes duraram mais que 8 anos.

O tamanho mostrado aqui é para absorventes regulares e mini.

Desculpem as ilustrações, elas não são muito boas, foram feitas à mão; esperamos que seja possível entender o que se pede.



Nosso conselho é praticar em um pedaço de material para um ou dois absorventes. O lugar exato da abertura da capa protetora faz uma grande diferença na funcionalidade do absorvente.



Materiais





Algodão - O algodão é a melhor escolha para o miolo e a capa. Nós achamos que a flanela é de longe o melhor material por ser muito absorvente sem ser muito grossa. As pessoas usaram o tecido Terry, mas acho que ele fica muito grosso com todas as camadas. Um algodão mais grosso é uma boa escolha; ele é um pouco mais encorpado que a flanela de algodão dobrada, é similar, no peso, a uma blusa de cotton.



Um conjunto de 8 camadas precisará de 3 partes de material. Você pode usar algodão comum ou, se você quiser um absorvente de luxo você pode usar algodão orgânico.



Nylon - O nylon é usado como uma barreira contra a umidade para o lado externo do absorvente. Isto é opcional - o absorvente pode ser feito sem o nylon, você tem apenas que se certificar da proteção e troca-lo com mais freqüência, para evitar vazamento. Somente um pequeno pedaço de nylon é necessário para cada absorvente. Use nylon de boa qualidade senão ele não garantirá a barreira contra umidade após algumas lavagens - nylon barato perde esta capacidade após algumas lavagens. Algumas mulheres tentaram o tecido Gore Tex, mas acharam-no muito caro.



Botão de pressão - Você precisará de botão de pressão para manter o absorvente preso na calcinha. Não use nenhum tipo de velcro, ele pode causar irritação. Nós nunca tentamos usar botão comum, mas também pode funcionar.



Passos



1) Corte o molde. Há 3 partes na capa protetora - a aba maior é a parte de baixo e será a parte que receberá uma costura. O exemplo dado é para o absorvente mini/regular. As duas abas menores são a parte de cima do absorvente, onde há a abertura por onde o miolo é inserido. Os modelos estão no final da instrução. Corte os moldes e mexa neles para ver como eles se encaixam. È recomendável avaliá-los, pois você pode querer modificar o tamanho e o modelo para se ajustar as suas próprias necessidades.



2) Corte um pedaço de nylon - do tamanho do absorvente.



3) Costure as bordas interiores - do lado superior do absorvente (a linha pontilhada da ilustração).



4) Dobre a beirada da fenda interna - e pressione com o ferro de forma que fique marcado.



5) Coloque os materiais um sobre os outros nesta ordem:

nylon

a parte maior

as duas partes com as bordas marcadas. Que formam a abertura para inserir o miolo.



6) Costure toda a volta do absorvente.



7) O absorvente está costurado ao avesso - você precisará desvira-lo. Para ter os cantos bem feitos você deve empurra-los para fora (com uma agulha de tricô). Se você não fizer isso, o absorvente ficará grosso nos cantos por acumulo dos tecidos.



8) Passe o absorvente com o ferro quente (não muito quente para não queimar o nylon).



9) Costure a parte de cima do absorvente - abrindo a parte da aba da capa (pontilhados vermelhos). Isto é necessário porque ajuda o absorvente a manter a sua forma. Também note os pontos pretos que é onde os botões de pressão dev em ir.



10) Coloque os botões de pressão.



11) Corte o miolo do mesmo tamanho. Costure em volta. Insira dentro da capa



12) Pronto!!!



Use e lave



Lave seus absorventes antes de usar - isto aumenta a absorção.

Depois do uso, separe as duas partes, passe pela água fria e enxágüe. Então coloque para lavar e secar. Passe a ferro se quiser. Eles estarão prontos para usar novamente!!

Se você colocar de molho em água fria as manchas serão mínimas ou sumirão.



Fonte: http://clafilhasdalua.blogspot.com/search/label/BIOabsorventes

Pedido de Patrocínios para ajudar o Paulo Raposo em Projecto

Caríssimos(as):








Sou o PAULO RAPOSO. Sou terapeuta holístico e formador de profissão.







Para quem não me conhece, neste link existem mais informações sobre mim, enquanto pessoa e terapeuta:



http://www.espacocuracristalina.com/quem-somos/a-equipa/paulo-raposo







Venho por este meio pedir a vossa atenção e a vossa eventual ajuda e colaboração neste meu novo projecto e missão. O texto que se segue está dividido em 3 tópicos:







I - O produto inovador e de utilidade pública chamado M.M.S.







II - A minha história com o M.M.S.







III - A minha Proposta de Patrocínio







Bem hajam!







I - INTRODUÇÃO BREVE AO M.M.S.



M.M.S. significa Master Mineral Solution, ou no nosso idioma, Solução ou Suplemento Mineral Mestre.



Foi inventado para uso humano pelo cientista e investigador JIM HUMBLE, um respeitável ancião com setenta e muitos anos, que nos últimos anos tem salvado a vida de milhares de pessoas, especialmente em África e América do Sul em zonas carenciadas e desprovidas de muita coisa essencial, em especial na área da saúde. Paralelamente, JIM HUMBLE ao partilhar de forma tão explícita e abnegada as suas descobertas nos seus livros e sites, tem vindo a ajudar muitos outros milhares de pessoas, que em meios mais industrializados e desenvolvidos como a Europa, Índia, Japão e Estados Unidos, vão dando continuidade e coesão ao tratamento e à investigação.



Eis o site do JIM HUMBLE, com informação detalhada sobre o produto, estudos de caso e protocolos de tratamento: http://jimhumble.biz



O M.M.S. não se trata de mais um suplemento que passados uns meses, ajuda a conseguir algo benéfico para a saúde. É sim, um mineral que produz efeito após poucas horas e em alguns casos, minutos. Para começar, digo-lhes que destrói o assassino nº 1 da humanidade - a malária - em cerca de 4 horas, sendo que nos casos mais bem sucedidos, a pessoa fica em condições para ir trabalhar no dia seguinte. Numa parceria com um hospital sul-americano, 50% dos infectados - devidamente tratados com M.M.S. - têm alta no prazo de uma semana.



O M.M.S. quando activado com um reagente à base de ácido cítrico, liberta uma substância que tem o nome de DIÓXIDO DE CLORO, que é APENAS o desinfectante mais eficaz do mundo. É usado industrialmente para tratar água em todas as partes do mundo.



Trata-se então de uma novidade revolucionária para uso industrial?



Não! De facto tem sido amplamente usado ao longo dos últimos 70 anos para uso industrial nos armazéns de peixe e de carne para evitar a proliferação de patogénicos; tem sido usado de eleição para saneamento hospitalar, e claro como já foi falado, para eliminar agentes patogénicos da água sem a esterilizar, ou seja sem matar bactérias benignas.



A novidade foi que JIM HUMBLE inventou e optimizou a fórmula que pode ser usada COM TODA A SEGURANÇA no corpo humano, tanto para uso externo como interno, obedecendo evidentemente - como qualquer substância activa - aos respectivos protocolos e formas de tratamento!



O que é realmente espantoso aqui é que, conforme tem sido largamente comprovado na prática por muita gente nos vários continentes, quando o M.M.S. é activado e usado correctamente no corpo humano, o sistema imunitário passa a ter à sua disposição este desinfectante de largo espectro que sendo absolutamente inofensivo para as células saudáveis e bactérias benignas - como as da flora intestinal - é um autêntico assassino em massa para germes, bactéria, parasitas, fungos, vírus e outros microrganismos nocivos!



Outra coisa que é realmente espantosa é o M.M.S. estar indicado - com base nos casos de sucesso recolhidos por JIM HUMBLE em todo o mundo - como uma substância eficaz na cura de 95% das doenças e patologias humanas, actualmente conhecidas, incluindo hepatite, artrite, vários tipos de cancro, doenças auto-imunes, e até mesmo o H.I.V., onde existem já alguns casos com testes sanguíneos negativos, após um tratamento intensivo com M.M.S., durante algumas semanas.











II - A MINHA HISTÓRIA COM O M.M.S.



Conheço e trabalho com o M.M.S. desde 2009. Foi com base no parágrafo anterior e na alegada eficácia do M.M.S. que eu me reuni em 2010 com uma pequena equipa de especialistas - com cepticismo saudável, vontade e rigor - para iniciarmos um trabalho com estudos de caso. Foram poucos os casos, mas com resultados muito interessantes.



Eu próprio tenho testado e usado o M.M.S. desde essa altura (2009), essencialmente para uso interno, para tratar gripes, resfriados e inflamações na garganta e pulmões, que felizmente, foram o único tipo complicações de saúde que me surgiram durante este período. Posso-lhes dizer que curei algumas gripes e infecções apenas com M.M.S. e respeitando o protocolo apropriado na ordem dos 50 a 70%. Não prescindindo do meu cepticismo saudável, foi com grande surpresa minha que NÃO precisei de tomar antibióticos nem anti-inflamatórios para me curar! Estou-lhes a falar pelo menos de quatro infecções a sério ao longo de 2009/2010, daquelas de ir à cama e ter febre, não incluindo aqui pequenos resfriados ou constipações.



O dia em que tomei conhecimento do M.M.S. foi estranhamente mágico. Sabem aqueles dias em sentimos que estamos a ser teleguiados e sem saber muito bem como, vamos tomando decisões inconscientes que nos levam a estar no sítio certo à hora certa?



Pois bem, foi num desses dias que ao tomar uma decisão repentina, fui parar a um restaurante onde estava um grupo no qual estava uma pessoa amiga comum. Fui convidado a juntar-me e no decorrer de conversas muito interessantes sobre coisas muito benéficas para o ser humano que estavam na internet, eis que surge o nome M.M.S. Naquele momento estremeci por dentro e percebi que estava a receber uma informação muito importante para mim. Quando cheguei a casa, fui pesquisar, conheci o trabalho do JIM, e depois nunca mais parei.



Esse "nunca mais parar" tem tido os seus abrandamentos mas neste momento leva-me a acelerar no próximo Domingo - dia 13FEV2011 - para o Centro de Formação e Missão do JIM HUMBLE, sediado na República Dominica, que apesar de ser destino de eleição dos portugueses para férias e lua-de-mel, é também palco de uma população carenciada e de 3º mundo.



Irei fazer a formação directamente com ele, participar em acções de voluntariado e ganhar competências e filiação oficial na sua Instituição - a Associação GENESIS 2 - de modo a poder trazer novos protocolos, novos conhecimentos, novas informações, prática, experiência, e competências adquiridas para Portugal.



É aqui que você entra, se assim o entender!







III - A MINHA PROPOSTA DE PATROCÍNIO



Então sem mais demoras, aqui lhe lanço a proposta e o desafio de se tornar meu/minha PATROCINADOR(A) nesta minha nova aventura e projecto!



Os gastos totais desta aventura e o facto de parar de trabalhar durante esse tempo, está a exigir-me um esforço interior e financeiro bastante significativo, e quando voltar, este novo projecto vai precisar de alguma margem de manobra e alguma proactividade para poder arrancar aqui em Portugal, como irá perceber melhor já a seguir:



A minha proposta de Patrocínio é clara, segura e proactiva:



1 - Na prática, o Patrocínio é uma pré-reserva do seu lugar numa das primeiras conferências de sensibilização e demonstração sobre M.M.S. que irei realizar durante o mês de Março e Abril, quando regressar.



2 - O patrocínio é um montante de 5€. CASO QUEIRA FAZÊ-LO, transfira este montante o mais breve que lhe for possível, se possível até ao dia 11/02/2011 (próxima 6ª feira), para a seguinte conta: 0035 0551 0000 4311 3008 9 - PAULO MIGUEL RAPOSO (C.G. Depósitos).



3 - Porquê 5€? Porque acredito que com a mobilização e a vontade de muitas consciências humanas, com POUCO se consegue fazer MUITO! Esta é e vai ser a maior "arma" do séc. XXI!



4 - Enviar para o endereço pilardeluz@sapo.pt o talão ou comprovativo de transferência - o seu primeiro e último nome - o seu endereço de e-mail - a cidade onde reside - o seu número de telemóvel (opcional).



5 - Quando regressar irei iniciar um ciclo de conferências/acções de sensibilização e demonstração sobre M.M.S. Os dados de todos(as) aqueles(as) que me patrocinarem, ficarão devidamente registados numa base de dados, pela sua ordem de transferência bancária, e serão os PRIMEIROS a serem notificados e convidados para tal, quando regressar.



6 - A todos(as) os(as) que me ajudarem, patrocinando esta viagem e este projecto nesta fase tão determinante, saibam que a minha gratidão é imensa, pois não se trata aqui apenas de dinheiro mas de uma causa nobre, de um projecto muito válido e de utilidade pública, e de verdadeira solidariedade. E isso é muito valioso para mim!



7 - Independentemente dos moldes em que venham a decorrer posteriores conferências de sensibilização e demonstração com M.M.S (local, preço, duração, nível de aprofundamento, etc.) para não-patrocinadores(as), farei questão que os meus/minhas patrocinadores(as) tenham uma conferência com os extras que me forem possíveis proporcionar na altura.



8 - Para além do (imensamente benéfico) uso familiar ou individual do M.M.S, esta é também uma forma de eu iniciar uma nova mobilização, reorganização e expansão a minha equipa de trabalho e intervenção com M.M.S., que já de alguns meses a esta parte tem estado em hibernação. O muito que tenho para fazer, não o conseguirei fazer sozinho, nem é isso que eu pretendo!















A todos(as) os que chegaram até aqui na leitura, envio-lhes um forte abraço com gratidão!







A todos(as) os(as) que quiserem reencaminhar este e-mail ou texto de forma criteriosa para alguns dos seus contactos, podem fazê-lo, e desde já recebam no vosso coração e nas vossas vidas, a minha gratidão sincera e redobrada!







Bem hajam!















Portugal, 06 de Fevereiro de 2011







Paulo Raposo



http://pilardeluz.blogspirit.com

http://www.espacocuracristalina.com

24 de janeiro de 2011

A VERDADE RELATIVA E A VERDADE ABSOLUTA





No Dhammachakka Pavattana Sutta, o Buddha ensina as quatro nobres verdades sobre a existência do sofrimento, sua origem e cessação, e sobre o caminho. Mas, no Sutra do Coração, o bodhisattva Avalokiteshvara nos diz que não existe o sofrimento, nem causa, nem cessação, nem caminho. Será que isso é uma contradição? Não. O Buddha está falando em termos da verdade relativa, e Avalokiteshvara transmite seus ensinamentos em termos da verdade absoluta. Quando diz que não existe sofrimento, ele quer dizer que o sofrimento é composto inteiramente por coisas que não são sofrimento. Se você sofre ou não, isso vai depender de muitas coisas. O ar frio pode doer quando não usamos roupas quentes mas, com as roupas adequadas, o ar frio pode ser uma bênção. O sofrimento não é algo objetivo. Ele depende da forma como percebemos as coisas. Existem coisas que causam sofrimento a uma pessoa, mas não a outras, assim como existem coisas que causam alegria a alguns e não a outros. As quatro nobres verdades foram apresentadas pelo Buddha como algo relativo, que ajuda a pessoa a atravessar a porta inicial e a começar a praticar, mas não representam seus ensinamentos mais profundos. Olhando através do ponto de vista da interdependência, sempre podemos reconciliar as duas verdades [relativa e absoluta]. Quando vemos, entendemos e tocamos a natureza da interdependência, vemos o Buddha. [...]Quando Avalokiteshvara declara que os olhos, ouvidos, nariz, língua, corpo e mente são vazios, isso quer dizer que eles não podem ser considerados qualquer coisa por si mesmos. Não-eu [ou vazio, vacuidade] quer dizer que você é feito de elementos que não são você. [...]

As três qualidades do Dharma são as chaves de que dispomos para abrir as três portas da liberação — a vacuidade (sânsc. shunyata), a ausência de imagens (sânsc. animitta) e a ausência de objetivo (sânsc. apranihita). Todas as escolas do buddhismo aceitam o ensinamento das três portas da liberação. Essas três portas às vezes são chamadas de três concentrações. Quando passamos por essas portas, adquirimos a concentração e nos libertamos do medo, da confusão e da tristeza. [...]O vazio sempre significa vazio de alguma coisa. O copo está vazio de água e a tigela está vazia de sopa. Nós estamos vazios de um "eu" independente e separado. Não podemos existir sozinhos. Só podemos existir em inter-relação com tudo o mais que existe no cosmos. A prática consiste em incentivar a compreensão do vazio durante todo o tempo. Aonde quer que vamos, entramos em contato com o vazio que existem em tudo. Olhamos para a mesa, o céu azul, o nosso amigo, a montanha, o rio, a raiva e a felicidade, entendendo que tudo isso está vazio de um "eu" independente e separado. Quando contemplamos essas coisas em profundidade, vemos a natureza interdependente de tudo que existe. O vazio não significa, em absoluto, não-existência. Significa origem dependente, impermanência e não-eu.Quando ouvimos falar de vazio, ficamos assustados. Mas depois de praticar por algum tempo, entendemos que as coisas realmente existem, mas de um modo diferente do que pensávamos. O vazio é o caminho do meio entre a existência e a não-existência. A flor não se torna vazia quando murcha e morre, mas sempre foi vazia em sua essência. Está vazia de um eu independente e separado.

(Thich Nhat Hanh. The heart of the Buddha's teaching - transforming suffering into peace, joy, and liberation:the four noble truths, the noble eightfold path and other basic Buddhist teachings. Broadway Books: New York, 1999.

O RIO DE SENTIMENTOS




O RIO DOS SENTIMENTOS

Nossos sentimentos desempenham um papel muito importante por dirigirem todos os nossos pensamentos e ações. Existe em nós um rio de sentimentos, no qual cada gota d'água é um sentimento diferente e cada um depende de todos os outros para sua existência. Para observar esse rio, sentamo-nos à sua margem e identificamos cada sentimento à medida que ele vem à tona, passa por nós e desaparece.

Há três tipos de sentimentos — agradáveis, desagradáveis e neutros. Quando temos um sentimento desagradável, podemos querer afastá-lo. O mais eficaz é voltar à nossa respiração consciente e apenas observá-lo, identificando-o em silêncio para nós mesmos. "Inspirando, sei que há um sentimento desagradável em mim. Expirando, sei que há um sentimento desagradável em mim." Chamar o sentimento pelo seu nome, "raiva", "tristeza", "alegria" ou "felicidade", nos ajuda a identificá-lo com clareza e reconhecê-lo em maior profundidade.

Podemos usar nossa respiração para entrar em contato com nossos sentimentos e aceitá-los. Se nossa respiração for leve e tranqüila — resultado natural da respiração consciente — nossa mente e nosso corpo irão lentamente se tornando leves, tranqüilos e claros. E da mesma forma nossos sentimentos. A observação plenamente consciente se baseia no princípio da "não-dualidade": nosso sentimento não está separado de nós nem foi causado apenas por algo externo a nós. Nosso sentimento é nosso eu, e temporariamente nós somos esse sentimento. Não submergimos nesse sentimento, nem nos aterrorizamos com ele, tampouco o rejeitamos. Nossa atitude de não nos agarrarmos aos nossos sentimentos e de tampouco rejeitá-los é a atitude de desapego, uma parte vital da prática da meditação.

Se encararmos nossos sentimentos desagradáveis com cuidado, afeição e não-violência, podemos transformá-los naquele tipo de energia que é saudável e que tem a capacidade de nos nutrir. Através da observação consciente, nossos sentimentos desagradáveis podem ser muito esclarecedores para nós, proporcionando-nos revelações e compreensão a respeito de nós mesmos e da nossa sociedade.

A NÃO - CIRURGIA

A medicina ocidental dá ênfase demais à cirurgia. Os médicos querem eliminar o que não for desejável. Quando temos algum distúrbio no corpo, eles muitas vezes nos aconselham uma operação. O mesmo parece se aplicar à psicoterapia. Os terapeutas pretendem nos ajudar a descartar o que é indesejável e manter somente o que é desejável. Mas o que sobra pode não ser muito. Se tentarmos nos livrar do que não queremos, podemos nos livrar da maior parte de nós mesmos.

Em vez de agir como se pudéssemos nos desfazer de partes de nós mesmos, deveríamos aprender a arte da transformação. Podemos transformar nossa raiva, por exemplo, em algo mais salutar, como a compreensão. Não precisamos de cirurgia para eliminar nossa raiva. Se nos enfurecermos com nossa raiva, teremos duas raivas ao mesmo tempo. Devemos apenas observá-la com amor e atenção. Se cuidarmos da nossa raiva dessa forma, sem tentar fugir dela, ela se transformará. E uma pacificação. Se estivermos em paz em nosso íntimo, poderemos aceitar nossa raiva. E possível tratar a depressão, a ansiedade, o medo ou qualquer sentimento desagradável dessa mesma forma.

TRANSFORMANDO OS SENTIMENTOS

O primeiro passo ao lidar com os sentimentos é reconhecer cada sentimento no instante em que surge. O meio para isso é a plena consciência. No caso do medo, por exemplo, você recorre à plena consciência, olha para o medo e o reconhece como medo. Você sabe que o medo brotou de você mesmo e que a plena consciência também brotou de você mesmo. Os dois estão em você, não em luta, mas um cuidando do outro.

O segundo passo consiste em se tornar uno como sentimento. Melhor não dizer, "Vá embora, Medo. Não gosto de você. Você não é eu." Muito mais eficaz é dizer, "Oi, Medo. Como é que você está hoje?" Em seguida, você pode estimular esses seus dois aspectos, a plena consciência e o medo, a se cumprimentarem como amigos e a se unirem. Isso pode parecer assustador, mas, como você já sabe que você é mais do que seu medo, não é preciso se amedrontar. Desde que sua mente esteja alerta, ela fará companhia ao seu medo. A prática fundamental é nutrir a plena consciência com a respiração consciente, para mantê-la alerta, cheia de vida e força. Embora no inicio sua plena consciência possa não ser muito potente, se você a alimentar, ela se tornará mais forte. Contanto que a sua consciência esteja plena e presente, você não será submerso pelo medo. Na realidade, você começará a transformá-lo no exato instante em que dentro de si der à luz a percepção.

O terceiro passo é o de acalmar o sentimento. Como a consciência plena está cuidando bem do seu medo, ele começa a acalmar-se. "Inspirando, acalmo as atividades do corpo e da mente." Você acalma seu sentimento só por estar com ele, como uma mãe segurando ternamente o filhinho que chora. Ao sentir a ternura da mãe, o neném se acalma e pára de chorar. A mãe é sua mente alerta, nascida das profundezas da sua consciência, e ela tratará do sentimento da dor. A mãe que segura o bebê forma uma unidade com ele. Se a mãe estiver pensando em outras coisas, a criancinha não se acalmará. A mãe tem de abandonar as outras coisas e apenas segurar seu filhinho. Por isso, não evite seu sentimento. Não diga, "Você não é importante. Você é só um sentimento." Passe a formar uma unidade com ele. Você pode dizer, "Expirando, acalmo meu medo."

O quarto passo é largar o sentimento, soltá-lo. Graças à sua calma, você está à vontade, mesmo em meio ao medo; e sabe que esse medo não vai crescer e se transformar em algo esmagador. Quando você se descobre capaz de tomar conta do seu medo, ele já está reduzido a um mínimo, tornando-se mais brando e menos desagradável. Agora você pode sorrir para ele e deixá-lo partir, mas por favor não pare por aqui. Acalmar e largar um sentimento são apenas curas para os sintomas. Você agora tem a oportunidade de se aprofundar e trabalhar na transformação da raiz do seu medo.

O quinto passo é olhar profundamente. Você examina em profundidade o seu bebê — seu sentimento de medo — para ver o que está errado, mesmo depois que o bebê parou de chorar, mesmo depois que o medo se foi. E impossível segurar uma criança no colo o tempo todo. Por isso, você deve examiná-la para ver a causa do que está errado. Com esse exame, você verá o que o ajudará a começar a transformar o sentimento. Você perceberá, por exemplo, que seu sofrimento tem muitas causas, internas e externas ao seu corpo. Se há algo de errado em volta dele, se você conserta a situação, com carinho e cuidado, ele se sentirá melhor. Ao examinar seu bebê, você verá os elementos que o estão fazendo chorar. Ao vê-los, você saberá o que fazer e o que não fazer para transformar o sentimento e se sentir livre.

Esse processo é semelhante ao da psicoterapia. Em companhia do paciente, o terapeuta observa a natureza da dor. Muitas vezes, o terapeuta pode revelar causas de sofrimento que se originam da forma pela qual o paciente encara a vida, das opiniões que ele tem sobre si mesmo, sobre a sua cultura e o mundo em geral. O terapeuta examina esses pontos de vista e essas opiniões com o paciente, e juntos eles colaboram para libertá-lo daquele tipo de prisão em que estava. No entanto, o esforço do paciente é crucial. O professor deve trazer à luz o professor que existe dentro do aluno; e o psicoterapeuta deve trazer à luz o psicoterapeuta que está no íntimo do seu paciente. O "psicoterapeuta interno" do paciente poderá então trabalhar em tempo integral de uma forma muito eficaz.

O terapeuta não trata do paciente simplesmente lhe repassando um outro conjunto de opiniões. Ele tenta ajudar o paciente a perceber que tipos de idéias e de crenças levaram ao seu sofrimento. Muitos pacientes querem se ver livres dos sentimentos dolorosos, mas não querem se livrar das opiniões, dos pontos de vista que são as verdadeiras raízes dos seus sentimentos. Portanto, o terapeuta e o paciente têm que trabalhar juntos para ajudar o paciente a ver as coisas como elas são. O mesmo vale para quando recorremos à plena consciência para transformar nossos sentimentos. Depois de reconhecermos o sentimento, de nos tornarmos unos com ele, de o acalmarmos e de o largarmos, podemos examinar suas causas em profundidade. Elas muitas vezes se baseiam em percepções incorretas. Assim que compreendemos as causas e a natureza dos nossos sentimentos, eles começam a se transformar.


(Thich Nhat Hanh. Paz a cada passo)

Sobre a Nossa Verdadeira Natureza




Palestra do mestre Thich Nhat Hanh

18 de janeiro de 2011

Aeoliah

Reiki música de cura

3 de janeiro de 2011

Roupa por Reiki- Projecto de Reiki Solidário, ajudar quem mais precisa no Ateneu em Leiria


A Associação Portuguesa de Reiki está a promover o Prémio Reiki Solidário 2010, com o intuito de se desenvolver a consciência solidária, o apoio à comunidade e principalmente com os desfavorecidos.
Sem dúvida que o Reiki é uma terapêutica simples e eficaz para o auxílio complementar e integrativo nos cuidados de saúde, no apoio ao bem-estar e aumento da qualidade de vida. 2010 foi o "Ano Europeu do Combate à Pobreza e Exclusão Social" e é nesse âmbito que também inseridos todos os nossos projectos de voluntariado e solidariedade social que podem ser lidos aqui...

Em 2011 a Associação Portuguesa de Reiki irá intensificar e alargar os seus projectos, principalmente no apoio a jovens, seniores e aos cuidados paliativos.

Fonte: http://associacaoportuguesadereiki.com/reiki/

Queridos, de forma a promover a cidadania activa e o voluntariado, vimos desta forma informar que esta terça feira, dia 4 de Janeiro, quarta feira dia 5 de Janeiro, quinta feira dia 6 de Janeiro, sexta feira dia 7 de Janeiro e sábado dia 8 de Janeiro e domingo dia 9 , estaremos no Ateneu de Leiria a fazer Reiki por troca de roupas quentes ( cobertores, meias, sacos cama, casacos, sapatos/sapatilhas, gorros, luvas, camisolas, calças, etc... ) que irão ser entregues aos sem abrigo.

Carla Carniça

“Roupa por Reiki”


Projecto de Reiki Solidário, ajudar quem mais precisa!
A campanha, a realizar no período entre 10 de Dezembro 2010 e 9 de Janeiro de 2011, tem como objectivo, a promoção, da troca da terapia de Reiki por roupa, a ser posteriormente entregue a pessoas desalojadas e/ou necessitadas desse tipo de apoio, através da Associação C.A.S.A – Centro de Apoio ao Sem Abrigo – Núcleo do Porto. O que propomos nesta campanha, é a consciencialização do público em geral, para o facto de existirem muitas pessoas a precisarem da nossa atenção, apoio, carinho e dedicação e, também, de que a possibilidade de colaborar, duma forma ou de outra, é possível e exequível para todos.O local, as datas e os contactos (marcação prévia) para a iniciativa do serviço (Reiki) e pela troca facultada por parte das pessoas são as seguintes:

Ateneu Desportivo de Leiria -Rua Vasco da Gama, nº 17, Leiria 2400-296 Leiria

Telefone: 244826034 Fax: 244826034


- Dias para recolher Roupa E partilhar Reiki:

Dia 4 de Janeiro – terça-feira

Das 9h às 12h – Terapeuta Carla Carniça

Das 14h 30m às 19h – Terapeuta Anabela Menezes

Dia 5 de Janeiro – Quarta-feira

Das 9h às 10h – Terapeuta Carla Carniça

Das 10h às 13h – Terapeuta Pedro Lopes

Dia 6 de Janeiro – Quinta-feira

Das 9h às 10h – Terapeuta Carla Carniça

Dia 7 de Janeiro – Sexta-feira

Das 9h às 12h – Terapeuta Pedro Lopes

Dia 8 de Janeiro – Sábado

Das 15h às 18h – Terapeuta Anabela Menezes

Dia 9 de Janeiro – Domingo

Das 9h às 12h – Terapeuta Ricardo

Das 14h 30m às 18h 30m – Terapeuta Pedro Lopes


Terapeutas e contactos para marcação nos respectivos horários:

  Carla Carniça   
 912849101

   Anabela Menezes    
 918144110  

   Ricardo Barreiras    
 919349228   

                Pedro Lopes                
 918764313
  
Nota: As roupas a doar para a troca de “Roupa por Reiki” deverão estar em condições de serem usadas, dando-se preferência e prioridade a roupas quentes : cobertores, camisolas de lã , casacos, calças, meias, botas, sapatos, sacos-cama, etc.