24 de março de 2010

Para um futuro... quem sabe?


Um comentário:

Rui Palmela disse...

Vi a sequência de fotos sobre construções originais com garrafas de plástico e cimento que fazem habitações lindérrimas, sendo uma forma de 'reciclagem' fantástica que nunca tinha visto.

Parabéns pela ideia duma arte arquitectónica oriiginal que devia ser prolífera em Portugal.

Rui Palmela